Siga o blog por E-mail

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Equilíbrio

A receita do bolo da vida:
2 colheres de paz
1 xícara de amor
2 tabletes de prosperidade
1 porção de fé (que um tiquinho pode até mover montanhas)
Misture tudo com a colher chamada ROTINA e coloque numa forma chamada CIRCUNSTÂNCIAS, coloque para asar no forno movido a EQUILÍBRIO e pronto, você tem o perfeito bolo da vida!

“Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio.” II Timóteo 1:7

“O equilíbrio do sobrenatural é a fé
O equilíbrio do celestial é a glória
O equilíbrio do firmamento é a fundação”

Para se equilibrar precisamos de alguns quesitos básicos: estrutura corporal, visão e força.
Vejamos:
°A estrutura corporal fala de fundamentos, de bases, dos alicerces, onde podemos tornar sólido o nosso equilíbrio, e estes fundamentos devem ser as verdades de Deus sobre você, aplicadas em você.
°A visão fala de realidades entendidas, as maiores sofismas do inimigo vem de nos atingir trazendo uma realidade inexistente do que somos, ele também poderá tentar nos desfocar do que queremos em relação ao que podemos em Deus, e assim compromete o equilíbrio.
°Força fala de determinação e persistência, não existe equilíbrio sem vontade de estar de pé, sem disposição de se movimentar para se afastar do que está sobrando e se aproximar do que está faltando.

Deus nos garante um universo de possibilidades nele, nos mostra e nos ministra sobre estas possibilidades, e nisso tudo devemos começar querendo o que Ele nos propor mudar, seja mais aqui ou menos ali, seja mudar onde estamos confortáveis e ir ao confronto das novas circunstancias para que haja o equilíbrio.

Na lei da física o equilíbrio requer um ato extremista a cada comprometimento da postura, por exemplo, um corpo pendendo para direita precisa se jogar na mesma proporção e força para esquerda, onde as extremas possibilidades geram o equilíbrio, a busca por não faltar e não sobrar nada em nossas vidas vai requerer sair do conforto e enfrentar a gravidade, colocar o corpo numa outra direção e aplicar suas forças numa nova direção, assim seremos equilibrados.

Fico imaginando Jesus, um homem muito equilibrado, não O vemos de cara feia, de biquinho e de gut gut, Ele não precisava de livros de auto-ajuda, Ele foi tudo que devia ser e nEle nada sobrou.
Lembro também de Paulo. Paulo em todo seu ministério foi um homem de grande postura, esbanjou conhecimento e fé em Deus, não deixou faltar compreensão e ponderou suas exortações à medidas do amor.
Imagino Estevão, sendo apedrejado, sendo humilhado, e vendo os céus abertos, vendo Jesus e sorrindo, quanto equilíbrio entre a fé e a razão.

Quero deixar a expressão da minha certeza de que TUDO que acontece pode e deve ser equilibrado com as verdades de Deus sobre/para nós em paralelo com os fatos, porque fato é fato, e Deus nunca disse que devemos não considerar os fatos, devemos ver o sobrenatural e viver a medida da fé, assim nossa realidade passa ser algo entre a fé e a razão, nossa razão deve ser 'crer' e nossa fé deve ver o que ainda não se 'tem'.

Um fato e uma fé equilibram nossos pés encima do mundo e assim conhecemos a realidade de andarmos em lugares altos.

“O equilíbrio não deixa o temperamento comprometer seu caráter.
O equilíbrio não te deixa cair nos buracos do mundo.
O equilíbrio não te deixa desligado dos fatos a ponto de não agir.
O equilíbrio não de deixa dormir e não te deixa acordar, te faz sorrir e chorar na medida.”

Meu querido Pai me ensinou que...
Se o meu temperamento me domina, isso é desequilíbrio,
Se o meu controle sufoca meu temperamento, isso é desequilíbrio,
Se eu vivo em crise, isso é desequilíbrio,
Se nunca entro em crise, poderá faltar equilíbrio,
Se não me preocupo com minha postura, isso é desequilíbrio,
Se me sufoco com minhas preocupações, isso é desequilíbrio,
Se falo a Deus, pedindo ajuda, obtenho equilíbrio.

Pai,
que minha postura pondere a razão de crer, releve os fatos para me levar as ações e me faça saber o que é estar descansado e confiar em Ti. Teu amor me equilibra e me sustem em todo tempo.
Obrigado,
Pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário