Siga o blog por E-mail

domingo, 18 de março de 2012

"Ah, Vê se pode!"

Ah, Vê se pode!


Fiquei sabendo que minha sobrinha, de 4 anos, durante um culto de domingo falou para minha irmão se podia dar um beijo em um amiguinho da igreja...
Buáááá...
Como tio que ama sentei na caminha dela e conversamos, eu disse:
-Maria Clara você não deve pensar nisso agora, Deus vai trazer, quando você crescer, um príncipe que Ele mesmo vai escolheu e que está guardado nEle, e você só vai beijar quando você se casar. Ela perguntou o nome dele. Eu disse que não sabia e ela começou a chorar...
Buáááá...
Eu disse que o nome dele seria “homem de Deus” e que o príncipe dela iria ser um servo de Deus, ela me esculachou e disse:
-Eu quero saber o nome, o nome... hã, hã, o nome... e...
Buáááá...
Ela ficou muito perplexa, me perguntou:
-E você titio, você não vai namorar? Eu disse:
-Eu estou esperando a princesa que Deus vai me dar, ela disse:
-Eu quero ser a sua princesa! (Na boa, não estava preparado para essa...)
Mas disse:
-Não Maria Clara, titio não casa com sobrinha.
Ela chorou de novo...
Buáááá...
-Mais tio, eu quero ser a sua princesa, e me abraçou, eu disse:
-Você é minha princesa sobrinha, e não princesa namorada...
Buáááá...
Virou pro lado e começou a chorar, eu perguntei porque ela estava chorando e ela disse que queria ser minha princesa namorada, ou queria saber quem é o príncipe dela, ao menos o nome. Ela disse, com entusiasmo:
-Já sei, o Vitor, Quando ele crescer? Nem sei quem é Vitor, mas eu disse:
-Não pense em ninguém, espere você crescer. E...
Buáááá...
Oramos juntos:
-Papai do céu, eu #EscolhiEsperar, e eu peço que acalme meu coração e me ensine, e que eu saiba esperar em Ti Jesus. Amém.
Mais um Buáááá básico, mas tudo certo, ela foi dormir. E eu? Meu Deus, estou chocado em como as crianças estão captando as coisas rápido e como elas podem se perder antes mesmo de se encontrar.

Meu Deus,
Vê se pode?”

Eu nunca imaginei ter que dizer para uma criança de 4 anos que ela deve esperar. Nosso mundo está corrompido e nós, nação eleita do Senhor, temos que ministrar ao coração dessas crianças, para que elas não se percam antes mesmo de se encontrar.


Ah, se alguém souber quem é este Vitor que a Maria Clara falou, me avise, porque temos que conversar também. Vê se pode!”


Gostei de poder inaugurar este marcador #EscolhiEsperar com esta história que revela o quão podemos estar desarmados para a guerra de não se corromper os relacionamentos errados, mas, como um átomo de uma célula da Água Viva não posso deixar de falar de Côrte, um relacionamento a maneira de Deus, que visa não pular etapas e ministrar o tempo de espera como um tempo de suma importância para o casamento, pois devemos guardar nosso cônjuge antes mesmo de conhecê-lo(a) e devemos construir a estrutura social e espiritual para um casamento bem sucedido em Deus!

Neste espaço #EscolhiEsperar teremos muito mais ministrações sobre relacionamentos.

Este marcador vai trazer conteúdos que simplesmente revelam um dos maiores presentes de Deus para mim, a Côrte, pois neste mundo mal eu vejo o cuidado de Deus ao ministrar proteção e suas veredas antigas, que não falham!

2 comentários:

  1. Ótima história.....Bom exemplo para nós!!!!
    É hora de despertar mesmo em relação aos relacionamentos!!!!Devemos guardar até mesmo o coração das crianças, pois hoje o diabo tem atacado elas cada vez mais cedo!!!!!!!!!
    Parabéns Maikel!!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Drica..

    Encontrei seu blog..kk.. http://dridricaferreira.blogspot.com.br/

    Vou seguir seu blog...!

    ResponderExcluir